quarta-feira, 30 de julho de 2014

América inicia com pé direito o Brasileiro de Handebol Masculino

Estréia esmeraldina com vitória Brasileiro de Handebol | Foto: Rodrigo Lima/Blog do Nill Junior


E nesta terça feira deu-se início ao Campeonato Brasileiro de Handebol Masculino. A competição que é organizada pela Confederação Brasileira de Handebol, em parceria com a Prefeitura de Afogados da Ingazeira, com direito a apresentação de banda marcial e Balé Cultural, por estudantes da cidade. Com todos os jogos sendo realizados no Ginásio Desportivo Municipal de Afogados da Ingazeira, o América venceu o Colégio Sucesso, do Pará pelo placar de 14x12.

No mesmo grupo do Alviverde da Estrada do Arraial, o Clube Português/AESO (PE), venceu por WO, a equipe do CPM-Palmas (TO), perdeu o voo para o Recife e não pode chegar a tempo do início do torneio. Com este resultado, a equipe esmeraldina é lider do Grupo A.

Nesta quarta-feira, às 20h30, Clube Português/AESO e BPE/América farão o confronto entre pernambucanos na segunda rodada, duelo que a ponta da tabela no Grupo A.

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 1x1 Madureira/RJ em abril de 1951

Jornal Folha da Manhã do Recife de 12 de abril
de 1951 destacando América x Madureira.
Em 1951 nasciam o ator norte-americano Joe Pantoliano (ator nos filmes “Matrix” de 1999 e “Demolidor – O Homem sem Medo” de 2003), o ex-ator Ariel Coelho (ator em filmes como “Índia, A Filha do Sol” de 1982 e “Brás Cubas” de 1985), o ex-jogador holandês Johnny Rep (tricampeão da Liga dos Campeões da UEFA com o Ajax Amsterdã em 1973 e vice-campeão mundial de 1974 com a Seleção Holandesa), o ex-jogador escocês Kenny Dalglish (campeão da Liga dos Campeões da UEFA com o Liverpool em 1984), o ex-jogador Gilberto Sorriso (campeão paulista de 1975 com o São Paulo e de 1978 com o Santos), o músico norte-americano Brad Delp (ex-vocalista da banda de rock Boston), o músico irlandês Brian Downey (ex-baterista da banda de rock Thin Lizzy), o treinador Fito Neves (treinador do Sport em 1999 e do Santa Cruz em 2008), e os cantores Amado Batista (natural de Goiás) e Roberto Leal (português radicado no Brasil). Faleciam o ex-jogador gaucho Candiota (campeão carioca de 1927 com o Flamengo), o ex-jogador belga Pierre Braine (defendeu a Bélgica na Copa de 1930) e o produtor cinematográfico Val Lewton (produtor nos filmes “O Sangue da Pantera” de 1942 e “A Sétima Vítima” de 1943). Na música, os sucessos ficavam por conta de “Adeus Maria Fulô” com Os Mutantes, “Afinal” com Os Cariocas, “Estrada de Canindé” com Luiz Gonzaga, “Vingança” com Lupicínio Rodrigues e “Palhaço” com Nélson Cavaquinho.

Folha da manhã de 12/04/1951 destaca a partida
Preparando-se para a disputa do campeonato pernambucano contra o Santa Cruz em agosto, o América acertou um amistoso interestadual a se realizar no dia 12 de abril de 1951 no Estádio dos Aflitos contra o Madureira Esporte Clube do Rio de Janeiro, então capital federal. No clube pernambucano a expectativa era sobre a possível estreia de dois atletas contratados junto ao futebol carioca e paraibano. Eram o atacante baiano Hamilton, vindo do Clube de Regatas Flamengo/RJ e o zagueiro paraibano Botinho, oriundo do Botafogo de João Pessoa. 

Ilustração de América x Madureira em amistoso interestadual em 12/04/1951
no Estádio dos Aflitos em Recife
Os tricolores cariocas queriam uma revanche, pois, ainda não haviam engolido a derrota sofrida por 4x2 um ano antes, também no Estádio dos Aflitos. Depois de vencer Santa Cruz e Sport e de empatar com o Náutico, o Madureira sucumbiu diante da magistral categoria dos atletas esmeraldinos. Enquanto os americanos tinham sido vice-campeões pernambucanos em 1950, o Madureira havia sido o 8° colocado em um campeonato carioca com 11 participantes. Quem chegasse mais cedo aos Aflitos, poderia acompanhar a preliminar envolvendo as equipes do Náutico e do Auto Esporte do Recife, custando o ingresso apenas 20 cruzeiros para a arquibancada e 10 cruzeiros para o setor geral, militares, senhoras, crianças e sócios de América, Santa Cruz, Sport e Náutico. Depois da vitória do Auto Esporte do Recife sobre o Náutico por 1x0 na preliminar, a bola rolou as 21:30 para América do Recife e Madureira do Rio de Janeiro sob a arbitragem de Luiz Zago. O Madureira começou melhor na partida e encurralou o América na defesa logo no começo da peleja. Aos 15 minutos, o meia Hermínio tocou a bola para Tampinha, que forçou Borracha, o goleiro do América, a fazer uma grande defesa. 

Folha da Manhã um dia depois comentando
o empate de 1x1
Aos 30 minutos a equipe carioca se lançou novamente para o ataque por intermédio de Claudionor, que cruzou rasteiro para o atacante Alfredinho chutar rente às traves defendidas pelo goleiro Borracha. Aos 35 minutos, a primeira grande jogada de gol do América aconteceu depois de uma bela jogada armada pelo meia Astrogildo, que lançou Macaquinho na frente para chutar forte e no canto, mas, o goleiro Espanhol agigantou-se e evitou um gol certo dos pernambucanos. A boa desenvoltura do Madureira deu resultado aos 40 minutos quando Ocimar encontrou Betinho livre de marcação e este último, não desperdiçou, fazendo o primeiro gol do jogo. AMÉRICA 0X1 MADUREIRA/RJ e desta forma terminou o primeiro tempo nos Aflitos. No intervalo, os cariocas mexeram na equipe e entraram Davidson no lugar do meio-campista Hermínio, Canelinha no lugar de Alfredinho e Pedro no lugar de Tampinha, ambos no ataque. Depois do descanso do intervalo regulamentar o América começou o segundo tempo de forma mais organizada e as jogadas com perigo de gol começaram a surgir, muito em virtude dos gritos de incentivo que vinham das arquibancadas. Numa jogada que começou com Decadela na zaga, a bola sobrou para o meia Tomires, que avançou em direção ao gol e quase dentro da grande área encontrou o atacante Isaías em melhores condições. Rapidamente lhe passou a bola e Isaías, livrando-se da marcação de Agnelo, chutou sem chances contra o goleiro Espanhol. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X1 MADUREIRA/RJ e a torcida, cerca de 1020 espectadores, comemoravam o gol de empate.

Nota de destaque do jornal Folha
da Manhã sobre a partida
O “Tricolor Suburbano”, como é conhecido, queria a vitória e foi para cima. Aos 25 minutos, Claudionor fez ótimo lançamento para o atacante Jorge, que chutou para a boa defesa do goleiro Borracha. Animado pelo público, os esmeraldinos tiveram aos 40 minutos uma ótima chance de virar o placar, depois que Sevi passou a bola para Celedino, que não aproveitou a oportunidade. No tempo correto, o árbitro Sr. Luiz Zago apitou o final da partida com resultado de empate e os cariocas não conseguiam a desejada revanche. A renda da partida foi de Cr$ 18.200 (dezoito mil e duzentos cruzeiros) e as equipes deste importante amistoso interestadual foram as seguintes:

AMÉRICA: 
Borracha; 
Decadela e Betinho; 
Tomires, Sevi e Astrogildo; 
Isaias, Carneiro, Macaquinho, Roberto e Celedino.

MADUREIRA/RJ: 
Espanhol; 
Galego e Agnelo; 
Claudionor, Hermínio e Valter; 
Betinho, Jorge, Alfredinho, Ocimar e Tampinha


terça-feira, 29 de julho de 2014

Clássico da Amizade decidirá vaga nas quartas de final do estadual SUB-20


Após o empate sem gols entre Santa Cruz e Central nesta segunda-feira (28) no Arruda, o América conheceu seu adversário para as quartas de final do Campeonato Pernambucano SUB-20. Assim como em 2013, o América decidirá uma das vagas a semifinal dos juniores contra o Santa Cruz e justamente no ano em que as duas agremiações completam 100 anos de fundação. Pela segunda fase o  América assegurou a segunda posição do Grupo E com 18 pontos com campanha com  oito vitórias, seis empates e duas derrotas. Já o Santa Cruz, terceiro colocado do Grupo F, encerrou sua participação no Grupo F somando 13 pontos em seis vitórias, seis empates e quatro derrotas.

As duas equipes voltam a se enfrentar depois de dois jogos realizados na primeira fase do Pernambucano, ambas favoráveis ao Campeão do Centenário. No primeiro confronto, o América venceu o Santa Crupo pelo placar 2x1 em Paulista. Já no returno, a vitória acabou escapando nos acréscimos, com o Santa Cruz empatando em 3x3, em jogo realizado nos Aflitos. Em 2013, as duas agremiações centenárias também decidiram vaga nas quartas de final, e deu América. Após um empate em 0x0 no Ademir Cunha, o Periquito acabou buscando o resultado fora de casa, vencendo a Cobra Coral por 2x1, no Estádio do Arrruda.

Disputado em jogos de ida e volta, caso exista igualdade de pontos após as duas partidas, o critério de desempate será o saldo de gols, persistindo o empate, a decisão irá para os pênaltis. A primeira partida será neste sábado, com Santa Cruz recebendo o América, no Arruda. No domingo (10), o jogo de volta, com o Campeão do Centenário jogando no Ademir Cunha, em Paulista, com o Santa Cruz. 

Confrontos das quartas de final:

Náutico x Central
Sport x Vitória
Porto x Salgueiro. 

América realizará nova peneira para o SUB-15


Depois da peneira para realizada no dia 12 de julho para formação do elenco infantil, o América Futebol Clube realizá nova peneira, com o intuito de reforçar o elenco para a disputa do Campeonato Pernambucano SUB-15, competição organizada pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF/PE), prevista para iniciar em setembro.

Assim como na primeira oportunidade, a seleção contemplará apenas os para jovens atletas nascidos nos anos 1999 , 2000 e 2001, devendo apresentar-se no local com os equipamentos mínimos de jogo, que é uma chuteira e um calção sem distintivo de qualquer clube.

A peneira será realizada pelo professor Mário Silva, responsável pelo elenco infantil do América,  e ocorrerá inicialmente neste próximo sabado, dia 02 de agosto às 08 horas, no Campo da Associação de Moradores, também conhecido como Campo do Flamengo do Rio Doce, no bairro de Maranguape I, em Paulista. 

LOCAL: CAMPO DO FLAMENGO DO RIO DOCE
CIDADE:  MARANGUAPE I, PAULISTA
DATA: Sábado (12) | HORA: 10h
RESPONSÁVEL: Professor Mário Silva
O QUE LEVAR: Chuteira e calção, sem distintivo de clube.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Agora é pra valer!!

Apresentação do projeto Uninassau /América, no SESC Santo Amaro | Foto: Tercio Trindade

A torcida americana viveu um momento de euforia nesta segunda-feira, ocorreu a apresentação da equipe de Basquete feminina do América, um projeto ousado que já nasce vencedor,seja pelas ideias que norteiam o projeto, pelas parcerias e pela própria equipe.

A apresentação ocorreu no auditório do SESC em Santo Amaro num evento que reuniu jogadoras, comissão técnica, parceiros e torcedores.Oficialmente a equipe se chama UNINASSAU/AMÉRICA, tendo como parceiros nesta empreitada a Universidade Maurício de Nassau, o América, o Grupo CM, a Garra, Clube 17eo SESC.

A apresentação do projeto foi conduzida pelo presidente Celso Muniz Filho que enalteceu a parceria e agradeceu a oportunidade do América colaborar efetivamente com o desenvolvimento dos esportes, uma iniciativa que vem crescendo ao longo de seu mandato e que o mesmo pretende dar continuidade.


O presidente falou sobre a importância do América para sociedade pernambucana, a importância dos esportes na formação do caráter dos jovens e explanou sobre a possibilidade do América ter um centro de esportes de alto rendimento. Ele afirma que é um sonho com possibilidades de ser concretizado, deixando claro que o clube está aberto para novas parcerias.


Celso concluiu a sua participação demonstrando um sentimento que já aflora na torcida americana, o de honra e felicidade de ter uma equipe de alto nível !!!
A apresentação continuou com a contribuição do representante da UNINASSAU o pro-reitor André Luís que salientou a proposta da parceria: montar um time forte e vencedor!!A palavra final foi dada pelo Sr. Josias Albuquerque, presidente do Sistema Fecomércio/SESC/Senac, o anfitrião do dia, que informou que toda estrutura do SESC está a disposição da nova equipe, principalmente o ginásio e demais dependências!!
O ginásio Carlos Wilson Campos, de propriedade do SESC no bairro de Santo Amaro, vai ser a casa da equipe Alviverde!!

O Sr. Josias Albuquerque aproveitou a ocasião para se colocar a disposição do América para novas parcerias, inclusive com cessão de campo de treino para o futebol e para outros projetos.

Ao longo do encontro foi apresentado o grupo de atletas e a comissão técnica, sendo a mesma liderada por Roberto Dornelas que enalteceu o momento, a confiança das atletas e dos novos parceiros. A equipe conta com grandes nomes da bola ao cesto, que chegam com muita garra e vontade de realizar novas conquistas!!
Paralelo aos campeonatos o grupo vai continuar desenvolvendo projetos sociais e promovendo o surgimento de novos atletas.


Os treinos da equipe ocorrem nas dependências da UNINASSAU, os trabalhos físico na academia do Clube 17 e os jogos serão no SESC. O basquete feminino terá uma dinâmica diferente dentro do contexto administrativo, fato que ocorre em outros departamentos esportivos do América, no caso o diretor será Valter Ferreira. A comissão técnica é formada por: Roberto Dornelas, Flaviano Silva, Guilherme Falcão, Matheus Lima. O elenco terá: Adrianinha, Tainá Paixão, Érika, Tati Pacheco, Isa Andrade, Tainá Andrade, Domênica, Letícia Xavier, Vanessa Gattei, Ingrid Vasconcelos, Isabela Costa, Sandora Irvin, Nádia Colhado, Tiffany Hayes e Tamara.

Registrando Osmundo Bezerra e Sérgio Serpa!! A foto infelizmente foi minha......


Jóias Americanas

Acompanhando a história do Campeonato Pernambucano ao longo de seus 100 anos percebemos que o América teve um grande desempenho seja disputando partidas memoráveis, conquistando títulos e apresentando grandes jogadores, como Zé Tasso (um dos maiores campeões de nosso estado), Leça, Capuco, Macaquinho, Julinho...jogadores que marcaram o nosso futebol num período mais romântico.

No Ademir Cunha, torcendo pelos companheiros!!

O América apresentava grades times seja de profissionais ou aspirantes!!
Nós últimos anos nos acostumamos com jogadores esforçados, times emprestados, muita gente passou pelo clube alviverde, alguns deixaram saudades.

A criação da AFCSA, empresa que dirige o futebol do América, foi motivada por uma proposta diferente,a de revelar jogadores, projetar a transferência dos mesmos e conquistar títulos. Podemos observar que houve um investimento na base e em jogadores novos que aos poucos foram criando identidade e servindo de referência para torcida, para o time e até para os próprios adversários!!

A divisão de base do América conta com uma estrutura superior a muitos clubes profissionais, atraindo a atenção de candidatos a jogadores, de treinadores e de empresários. De acordo com Celso Muniz, Osmundo Bezerra e Josué Antônio, o investimento está sendo grande: tratamento odontológico, reforço alimentar, musculação, boas condições de treino e remuneração. 

O Blog do Mequinha vai dar início a uma série onde vamos apresentar valores da nossa base ou " As jóias Americanas".  O primeiro nome da lista é Everaldo ou Everaldo Palitinho o "E 10" do América. Jovem de 20 anos vem se destacando pela velocidade seja de raciocínio ou de movimentação, a habilidade com a bola, a visão de jogo e a coragem .

Time que disputou a segundona estadual, no grupo: Grisson, Kássio, Branquinho e Everaldo.
Chegou no América no ano passado em busca de um lugar ao sol, participou da campanha do sub 20 em 2013, do acesso em 2013, do campeonato Pernambucano de 2014 e hoje é maestro do time sub 20. Figura de riso fácil, aparelho nos dentes e de muita responsabilidade!! numa rápida entrevista para o Blog do Mequinha ele mostrou um pouco de quem é ele, e do que ele quer!!!

IDADE: 20 anos

INICIO: começou no Santa Cruz,aos 8 anos, participando da escolinha e sendo destaque nas equipes dos bairros.

CARACTERÍSTICA: Jogador que parte com bola dominada, abrindo o caminho em velocidade, em direção ao gol seja para concluir ou servir ao companheiro. Sempre volta para recompor o sistema defensivo.

VALORES: tem muita fé em Deus, no seu futebol e que vai dar muita alegria a torcida. Everaldo é muito apegado a família que vem sempre o acompanhando,seja nas partidas ou treinamentos. Ele sabe que o seu sucesso vai ajudar muito a sua família.

AMÉRICA: agradeço muito a oportunidade de jogar no América, ao apoio que tenho recebido dos treinadores, do grupo e da diretoria. Agradeço também a torcida que sempre me apoia, espero retribuir este carinho. De acordo com os companheiro é difícil vê-lo triste, está sempre sorrindo ou brincando com o grupo.

FUTURO: até agora não sei de nada, estou trabalhando e esperando uma oportunidade, existe algumas conversas, nada de concreto.

A diretoria do América estuda algumas alternativas com o objetivo de facilitar a carreira de Everaldo, trabalhando uma proposta que seja boa para o clube e para o jogador.

Segundo Osmundo Bezerra, Palitinho vai ser o cartão de apresentação do América a outros clubes, por isto estão trabalhando uma oportunidade para que ele possa desempenhar sua atividade em outros centros, valorizando assim o clube e os atletas.

O Blog apresentou a primeira jóia do América!!


Boa Sorte Everaldo !!! O E10 do Cunhão!!!


Comemorando!!!


América vê sua primeira derrota no society


Neste domingo (27), o América entrou no gramado sintético em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano de Society. Com a rodada programada para a equipe esmeraldina enfrentar o Residente a  Federação Pernambucana de Futebol 7 (F7SPE) acabou modificando a tabela, devido ao choque de datas com o campeonato nacional, que o Náutico representará Pernambuco, e o América, de última hora, acabou enfrentando a equipe do Camaleão.

Com um início de jogo com as duas equipes se estudando e evitando contra-golpes, os primeiros minutos do tempo inicial apresentaram chances para ambos os lados, mas bastou o primeiro gol sair de uma falha da defesa americana que logo após o tento,  a equipe do Camaleão passou a se defender. Mesmo com a maior posse de bola, o time liderado pelo técnico Fábio Vila Nova não teve a força necessária para encerrar a partida com resultado positivo.  As poucas oportunidades que o América conseguiu passar pela defesa, o goleiro rival garantiu a vitória com pelo menos três defesas milagrosas. 

No final, a derrota de 3x1 não refletiu a dinâmica do jogo. Com mais possa de bola e com pelo menos 4 oportunidades claras de gols, o Periquito poderia ter vencido a partida, mas no fim, o resultado deixou o América na 11ª colocação, com 3 pontos conquistados na primeira rodada diante do SEK de Nazaré da Mata. O próximo compromisso do América será contra o Juventus, domingo (03), às 17h30, na Academia de Futebol do Sandro Barbosa, em Paratibe.

SUB-15 do América vence seu primeiro amistoso


O Campeonato Pernambucano SUB-15 ainda está um pouco longe para seu inicio, com o calendário da Federação Pernambucana de Futebol marcando previsão para iniciar no dia 02 de Setembro, no entanto, as atividades do elenco infantil do América já iniciaram, com foco para esta data. 

Depois da peneira realizada no dia 12 de julho, no bairro de Maranguape I em Paulista, o técnico Mário Silva, que vem comandando a categoria vem realizando suas atividades com a equipe, seja com treinos táticos ou com bola. Neste sábado (26), às às 13h30,  no Campo da Associação de Maranguape I, o SUB-15 fez sua primeira partida amistosa e, com gol dE Igor, o time infantil conseguiu seu primeiro resultado positivo, frente a a equipe do Elosport, pelo placar de 1×0. 


A volta do Handebol no América


Aos poucos, o  America vem resgatando sua imagem de clube esportivo. Embora tenha o nome América Futebol Clube, as raízes do clube da Estrada do Arraial, vem do ciclismo, quando ainda era conhecido como João de Barros Foot Ball Club, mas quis seus fundadores, formar uma agremiação de futebol, que era a coqueluche em meados dos anos 10.

Nos anos 60 era muito comum ver o América disputar competições de vôlei, basquete ou futebol de salão, inclusive com grandes destaques e conquistando títulos. Além destas modalidades, no passado o Periquito também chegou a ser representado em competições de Pólo Aquático e Handebol, mas tudo isso durou até a década de 80, quando estes esportes ainda recebiam de certo modo a atenção devida por parte da imprensa esportiva do estado.

Anos depois de inativado o desporto amador e olímpico no América, algumas modalidades vem sendo criadas dentro do clube, como foi o futebol feminino e o society, já a duas temporadas com resultados significativos. Outras, como o basquete e o vôlei retornam a Estrada do Arraial depois de um hiato de três décadas. De lá pra cá, estas modalidades trouxeram vida ao centenário do América, como o título da Copinha de Futebol Feminino e a terceira colocação no estadual, conquistada pelo Futebol Feminino e o vice-campeonato da Copa Verão e da Copa Cidade do Recife, conquistados pelo basquete masculino e pelo vôlei feminino, respectivamente.

Além do Basquete Feminino, que também é novidade pelas bandas da Estrada do Arraial, com a parceria entre Roberto Dornelas, América, Uninassau e Sesc Santo Amaro, para a disputa dos campeonatos pernambucano, nordestino e da LBF, outra modalidade que vem sendo resgatada e está pronto para fazer sua estréia nesta semana é o Handebol, que entrará em quadra nesta terça-feira (29), pelo Campeonato Brasileiro Adulto e no próximo dia 05 de Agosto, pelo Campeonato Brasileiro Feminino,  ambos liderados pelo técnico Marcio Bezerra e que disputados no no sertão pernambucano, em Afogados da Ingazeira. 

O mesmo Handebol que um dia já foi forte e vitorioso no América. Em 1981, o clube foi campeão pernambucano juvenil e adulto da temporada de 1980, como pode ser vistos nestes recortes do Diário de Pernambuco.

Projeto Uninassau/América será apresentado no SESC Santo Amaro

Elenco e comissão técnica será apresentado nesta segunda, no SESC Sto Amaro | Foto: Robson Neves

Nesta segunda-feira, a parceria entre Uninassau, Roberto Dornelas, SESC Santo Amaro e América Futebol Clube será apresentada formalmente à imprensa e a sociedade esportiva. Não apenas isso, o basquete estadual e regional ganhará ainda mais força, pois terá mais um representante da região na proxima edição da Liga de Basquete Feminino (LBF). Nesta segunda-feira (28), todos os parceiros envolvidos no projeto Uninassau/América serão apresentados no SESC Santo Amaro, a partir das 14h, que contará também com a presença de diversas personalidades do basquete nacional e membros da Confederação Brasileira de Basketball (CBB).

Com treinamentos realizados no Sesc, a equipe esmeraldina já conta com quatro atletas que defenderá a Seleção Brasileira, no 34º Sulamericano no Equador e, durante este último final de semana, o técnico Roberto Dornelas e a jogadora Adrianinha estiveram representando o Uninassau/América no no Curso Nível 03 da Escola de Treinadores,  apresentando uma série de nomes respeitadas do basquete nacional para palestrar e transmitir aos presentes seus conhecimentos e experiências. Com todo este aporte, Dornelas espera repetir o mesmo êxito que foi realizado nas últimas duas temporadas quando  esteve no Sport, conquistando os títuos da LBF e o Sulamericano.

Antes da LBF, o clube também buscará o inédito título do Campeonato Pernambucano Feminino, nas categorias SUB-19 e Adulto, também sob o comando do técnico Roberto Dornelas.